Iniciativa da Construtora Queiroz Galvão Brasil fomenta o consumo eficiente e a mudança de postura dos colaboradores

A redução dos custos com energia elétrica depende, essencialmente, do consumo eficiente. Isso significa evitar o desperdício, assegurar a manutenção da rede elétrica e, sobretudo, a utilização de equipamentos que representam menor consumo. A partir desta constatação, a Oficina Central de Alcântara (SEOCA) implementou em dezembro de 2016 ações de boas práticas para reduzir os custos das contas de energia, assim como para incentivar os colaboradores a introduzirem ações semelhantes em suas atividades.

Segundo levantamento mais recente a iniciativa tem gerado uma redução de cerca de 30% nas contas de energia todo mês. Nesta ação, o Depósito de Equipamentos de Alcântara, destinado ao armazenamento de equipamentos desmobilizados, estima uma economia de aproximadamente R$ 40 mil/ano. A ação é realizada pela equipe da SEOCA, liderada pelo engenheiro da CQG Guilherme Leone.

Entre as iniciativas promovidas com esta finalidade, destacam-se a substituição de todas as lâmpadas de tungstênio, comumente conhecidas como incandescentes, por lâmpadas fluorescentes e do tipo led. Esta troca, realizada nos galpões e escritórios, gerou uma redução de cerca de 50 KW no total de potência utilizada no local. Ambas as soluções de iluminação chegam a proporcionar até 80% de economia de energia, com exigência mínima de manutenção em razão da sua vida útil mais longa proporcionada por essas alternativas.

Além disso, fizeram parte desta ação a substituição do gerador por outro equipamento de menor potência, o desligamento de disjuntores e a desativação de um dos dois transformadores. “A função do transformador é rebaixar a alta/média tensão da rede para baixa tensão (11.400V para 220/127V), que é a tensão utilizada na SEOCA. Quando o transformador é subutilizado, essa energia reativa não consumida gera custo”, explica Guilherme Leone, engenheiro da CQG.

Para o gerente de Gestão de Equipamentos, Francisco Neto, a busca por alternativas em prol da economia de energia deve ser uma ação contínua. Vários empreendimentos da CQG, entre eles a obra da Nova Ponte do Guaíba, Contorno de São Sebastião, Rodovia Nova Tamoios e a obra do Canal de Avanhandava já realizam iniciativas semelhantes. “Esta ação também visa incentivar outras, voltadas à sustentabilidade ambiental e à redução de custos em geral”, avalia Neto. Esta iniciativa também está sendo estendida, desde junho, à CODIN (Pátio Auxiliar de Armazenamento de Equipamentos em Campo Grande RJ), e será implementada no Depósito de Equipamentos de Recife – PE em breve.

200-125   300-075   210-260   210-060   300-115   100-105   300-101   400-101   300-320   300-070   300-206   200-310   300-135   300-208   810-403   400-050   640-916   642-997   300-209   400-201   200-355   352-001  

CANAL DENÚNCIA 0800 721 1410