Etapa do empreendimento prevê melhorias na mobilidade urbana em região do subúrbio ferroviário de Salvador

 

O Consórcio Transoceânico Salvador, liderado pela Construtora Queiroz Galvão Brasil, iniciou as escavações do segundo túnel duplo da atual etapa das obras de Duplicação da Avenida Gal Costa, em Salvador, na Bahia. Após a entrega do primeiro trecho, em março deste ano, o empreendimento segue a execução de outro túnel duplo, além de seis viadutos e 7,5 quilômetros de vias pavimentadas no trecho atual.

 

Esta etapa conectará o bairro Lobato, no subúrbio ferroviário de Salvador, à região de Campinas de Pirajá. “A obra fará ligação direta entre o subúrbio da cidade, às margens da Baia de Itapajipe, com a BR-324. O objetivo é desafogar o tráfego intenso nas vias da capital, principalmente por desviar a circulação de caminhões da região em um corredor direto para a rodovia”, diz Wagner Calabrez, Gerente de Contrato do empreendimento.

 

Quando esta etapa estiver finalizada, em dezembro deste ano, o percurso será reduzido em 70% – passará de 5 quilômetros para 1,5 quilômetro. Este trecho terá duas pistas em cada sentido por onde passarão mais de 8.500 veículos por dia – entre leves e pesados.

 

Ao todo, o empreendimento contempla 11,1 quilômetros de extensão de vias duplas com duas ou três faixas em cada sentido. Serão 9 viadutos, 4 túneis duplos com extensão total de 1,6 quilômetro, 7 quilômetros de ciclovias e 5 quilômetros de canais de macrodrenagem. “Quando estiver totalmente concluído, o empreendimento conectará a orla atlântica, o centro e a região do subúrbio ferroviário, zonas da cidade que sempre viveram separadas e com difícil acesso. Tudo isso graças ao corredor de alta mobilidade, que propiciará acesso direto entre a Av. Suburbana e as rodovias BR-324 e BA-099, melhorando a mobilidade urbana de Salvador”, finaliza Calabrez.

200-125   300-075   210-260   210-060   300-115   100-105   300-101   400-101   300-320   300-070   300-206   200-310   300-135   300-208   810-403   400-050   640-916   642-997   300-209   400-201   200-355   352-001  

CANAL DENÚNCIA 0800 721 1410